Nina Lemos Blog Dinheiro 5 dicas de design comprovadas para criar um Aplicativo Móvel melhor

5 dicas de design comprovadas para criar um Aplicativo Móvel melhor



Design de aplicativo não é algo tão intuitivo quanto se espera. Isso não significa que criar um aplicativo que pareça bom e forneça resultados esteja fora de seu alcance.

É por isso que estamos compartilhando essas informações na área tecnológica sobre design de aplicativos. Assim, você também pode criar aplicativos para dispositivos móveis incríveis, mesmo que você não seja um especialista em design.

1 – Preste muita atenção à Experiência do Usuário (UX).

Isso é especialmente importante quando você está pensando no posicionamento do conteúdo.

Em primeiro lugar, você vai querer pensar em como organizar o menu que abriga todos os seus recursos diferentes. Pense no que seus usuários mais se importarão. Quaisquer características que você acredite serem as mais importantes e que mereçam maior visibilidade, alojem as pessoas no topo.

Isso garantirá que os usuários os vejam primeiro toda vez que abrirem o aplicativo.

Além disso, tenha cuidado ao incluir muitos recursos no seu aplicativo. Muitos oferecem dezenas de recursos diferentes, mas isso não significa necessariamente que você deve testá-los todos de uma só vez.

Pense no que é mais importante para seu aplicativo e concentre-se em desenvolver bem esses recursos.

Você também quer prestar atenção em como seu conteúdo é organizado.

Por exemplo, há uma conferência grande de quatro dias, com muitas sessões simultâneas que os participantes podem escolher para participar a qualquer momento. Navegar pela sua agenda principal seria esmagador, mas se você planejar com antecedência e criar trilhas intuitivas de programação, os usuários poderão filtrar a programação de forma muito mais organizada.

2 – Se vai ser um aplicativo de marca, pense em todos os diferentes elementos que você pode personalizar.

Lindas telas, iconografia, um tema de marca apropriada, fotografia do tamanho certo, design de banner e consistência por toda parte.

 

Dica: aproveite os recursos da marca aos quais você já tem acesso. Todos os recursos que sua organização já criou para sua marca, como gráficos e imagens pequenas (que podem ser usados ​​como ícones), podem ser utilizados em seu aplicativo.

3 – Não escolha as cores que você mais gosta; escolha as cores que combinam com sua marca.

Este pode parecer óbvio, mas muitas vezes vemos casos em que os aplicativos têm esquemas de cores que não correspondem à marca real da organização.

Se você estiver encarregado de criar um aplicativo para sua organização, lembre-se de que, na maioria dos casos, sua organização tem um conjunto de diretrizes de marca que devem ser cumpridas, mesmo que você não saiba sobre elas. Pergunte antes de finalizar o seu tema!

Agora, novamente, isso não se aplica a você, caso você seja um indivíduo criando um aplicativo para um uso mais pessoal, como um aplicativo de casamento ou de viagem. Mas as chances são de que, se você estiver optando pelo plano com marca, faça parte de uma organização que tenha recursos para alocar em uma iniciativa para dispositivos móveis.

4 – Para aplicativos de eventos: pense na função que seu aplicativo desempenha no contexto maior da experiência geral do participante, e não apenas como um aplicativo de evento.

Este não é uma necessidade, mas é definitivamente algo que ajuda um aplicativo a se destacar da multidão.

Veja, por exemplo, o ChefConf 2017. É um evento em que mais de 2.000 membros da comunidade DevOps se reúnem em Austin, Texas, para três dias de eventos comunitários, palestras, workshops e muito mais.

Um exemplo perfeito de quando um aplicativo de evento brilha, você pode estar pensando. E você está certo, é!

Mas uma coisa que realmente torna seu aplicativo especial é o fato de que eles diminuíram o zoom e tiveram uma visão do evento a partir de 10.000 pés. O criador do aplicativo prestou especial atenção ao fato de que os participantes do evento estavam invadindo Austin de todas as partes do mundo, e provavelmente apenas uma parte deles já estivera em Austin antes.

Então, além do aplicativo do evento, eles adicionaram uma espécie de guia de viagem que serviu a esses participantes antes e depois do horário de exibição do evento. Eles deram informações privilegiadas sobre ótimos lugares para comer, bares para a rede, pontos turísticos para ver e muito mais.

Não apenas isso, mas eles também incluíram uma seção especificamente para lembrar os usuários de que a maioria dos serviços de compartilhamento de viagens aos quais estamos acostumados está realmente proibida em Austin e forneceram sugestões alternativas que a maioria das pessoas desconhecia.

Assim, mesmo coisas que os viajantes nem imaginam quando visitam Austin, os criadores de aplicativos pensaram e construíram preventivamente no aplicativo ChefConf. Brilhante.

5 – Não se esqueça do feed social!

Se você não estiver familiarizado com o que é o recurso de feed interativo, ele é basicamente um ponto único para agregar todo o conteúdo mais popular em seu aplicativo, em um ponto centralizado.

Seja uma sessão de agendamento próxima a qual você possa estar interessado, um palestrante principal de que todos estão interessados, um cartão de patrocinador ou uma série de outras possibilidades, o feed do Interact fornece conteúdo aos seus usuários de maneira inteligente.

Os algoritmos percebem o interesse dos usuários individuais e exibem o conteúdo que considera adequado para essa pessoa. Os usuários podem compartilhar facilmente seus pensamentos com outras pessoas e você não precisa se preocupar em colocar o conteúdo no local perfeito em seu aplicativo.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *