Expat, imigrante ou refugee?

imgrantes

Berlim é a terra dos expat. Segundo uma pesquisa do Exberliner (sim, um jornal semanal para expat que é muito bom) somos uns 400 mil. Berlim também é a terra dos imigrantes, um kebab em cada esquina. E agora, Berlin tambem é a cidade dos refugiados. Temos milhares de vizinhos com esse status.

Agora, o que diferencia um expat de um imigrante? Como eu não tenho muito em que pensar, me pergunto isso bastante.

Imigrante, vocês sabem, é uma posição difícil no mundo. Você se ferra. Você veio tentar uma vida melhor. Não é nada fácil.

Pois deve ser por isso que os expats preferem ser expats (dizem que quem inventou isso foram os americanos, vejam só, a terra formada por imigrantes) que moram fora da América do Norte.

A coisa se espalhou. Meu bairro, por exemplo, é considerado um bairro cheio de expat, apesar do dono da lojinha de cigarro, o tio, ser turco, por isso, imigrante. Mas como?

Isso porque o meu bairro tem muitos imigrantes de países que não são pobres: canadenses, espanhóis. Essas pessoas, elas não são imigrantes. Elas são expats.

Berlim é o paraíso dos hipsters que, claro, são expats. Eles moram principalmente em bairros como Neukolln ou Kreuzberg, famosos por imigrantes turcos. Muitos, muitos mesmo. Uma comunidade. Mas os hipsters, eles não são imigrantes, eles compram cigarro na loja do tio, mas eles são expats.

Muitos dos expats são pessoas como eu: artistas e escritores brancos que se apaixonaram por Berlim. Isso quer dizer que eu sou expat? Para eles, talvez sim. Mas se eu sofro preconceito (menos, porque sou branca, mas sofro), eu sou imigrante, claro.

Quanto aos refugees? Esses são refugiados mesmo. E ontem eu vi a polícia dando a maior dura em um bando deles que vende maconha aqui perto porque eles não têm direito de trabalhar.

Na minha cabeça, nós, estrangeiros, estamos sempre no mesmo barco (apesar de eu ter vindo de AirFrance). Mas não. As divisões de castas… elas existem em todas as categorias humanas e estão por toda a parte. Até entre quem tem em comum o fato de se ferrar para tentar aprender alemão, se ferrar para arrumar um emprego por aqui etc. Ah, sim, muito expat nem tenta aprender alemão.

A vida, ela é muito confusa.

Mas se você é expat, um recado, para mim, querido, você é imigrante. E o refugiado que te vende um baseado também.

Anúncios

2 comentários

  1. Ano passado um blog do Wall Street Journal fez um artigo longo sobre isso e o blog Silicon África mencionou o artigo e fez uma contrapartida, essa discussão é boa! O artigo do WSJ analisa a situação de Hong Kong, onde há milhões de imigrantes e chegou à conclusão de que expatriados são aqueles com poder econômico, aquela gente diferenciada que não gosta de se comparar a ralé filipina e vietnamita que vai ralar em Hong Kong… É uma questão de racismo mesmo, de raça e econômico, expatriados são aqueles que na teoria dessa gente branca vão viver em terras alheias mas não para ganhar a vida, mesmo que façam isso. O que me agrada a ideia do expatriado pela referencia a alguém que está fora de casa, mas que tem casa para onde voltar….já tem uma pátria e não está em busca de outra…

    Curtir

  2. Oi Nina,
    Seu texto representa muito o que eu penso sobre esse tema. Você foi super didática, gostaria que mais pessoas que pensam que são expats pudessem ler.
    Pois eu sou imigrante, preta, sudaca, periférica, desempregada, cientista política, de esquerda, feminista, vegetariana e torcedora do Boca Juniors. Faço parte dessa casta dos que se fodem pra arrumar um trampo, que passam a vida a se justificar, a deixar claro que é imigrante, mas é boa pessoa e a apresentar documento com o visto pra provar que tem situação regular nessa porra.
    Enfim, sou dessas que acreditava que a Europa era progressista e bacana, que acreditava que também fazia parte dos países ocidentais, mas que aqui chegando pra ficar se deu conta que na verdade a real é outra.
    Beijos e abraços solidários,
    Mari

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s