Carta de adeus para as startups

 

fim startup

Querida Startup

Eu tentei. Juro que eu tentei trabalhar em uma de suas empresas maravilhosas que estão mudando o mundo transformando trabalho de jornalista e escritor em conteúdo barato. Juro que eu tentei trabalhar em alguma de suas empresas geniais que levam os preços dos aluguéis lá para acima. Sim, tentei mudar o mundo (para pior) com vocês, mas vocês não quiseram. Apliquei para alguns trabalhos nesse mundo de vocês. Hoje, recebi mais um e-mail de rejeição. E respondi agradecendo: vocês responderam de forma gentil. Isso para mim é o suficiente.

E querida startup, o seu não de hoje foi aquele fora libertador que você recebe de um homem canalha, aquele que te faz se sentir livre.

Com o jornalismo em crise, e a culpa é também sua, startup, sim, nem vem, é SUA, pois empresas tipo o Facebook fazem o mundo inteiro compartilhar e escrever conteúdo sem ganhar um puto, por um tempo acreditei que poderia trabalhar com você só por dinheiro em euro. E assim continuar tocando os meus trabalhos naquelas coisas que eu realmente acredito: esse blog, livros e meus textos para revista. Reportagens. Trabalhos que faço como jornalista e escritora, e não, não como produtora de conteúdo! Eu pensei em por um caraminguéis em euro aceitar ser chamada de produtora de conteúdo, quando na verdade eu sou JORNALISTA e ESCRITORA, nem vem, startup, não vou mudar o nome da minha profissão porque você quer e por causa de algum dinheiro em euro.

Eu não sou do seu mundo, startup. Eu iria trabalhar com você editando textos de outros jornalistas que têm que se fingir de produtores de conteúdo por uma merreca. Explorando meus próprios colegas. Então, sua rejeição é um alívio.

Querida Startup, eu prefiro trabalhar vendendo café. Na verdade, querida startup, acho que eu quero mesmo é trabalhar em um brechó, ali, junto com peças antigas como eu, mas dignas. Peças que se recusariam a vestir uma blogueira de moda, aquelas que, sem saber, acabam com a profissão do editor de moda, da modelo, e até do estilista.

Startup, escrevo sem mágoas agora que me libertei dessa idéia. Serei para sempre jornalista e escritora. Me recuso a ser conteudista. E se vocês acham que eu virei uma velha conservadora, pode até ser que seja verdade. Fico junto com os vestidos velhos, mas, como sempre, jornalista e escritora.

Um beijo, com amor

Nina

4 comentários

  1. Nenhuma palavra diferente poderia explicitar com tanta verdade o que chamamos de comunicação “moderna”…. Este monstro que está a nos devorar!! Ah, e morreremos felizes, eternizando o momento em uma selfie….

    Curtir

  2. Nina, não te conheço – mas deixo aqui o meu muito obrigada por isto.

    “Patricia é roteirista e escritora (, trabalha como ~produtora de conteúdo~ por uma merreca numa startup) e mora em Nova Iorque”.

    Curtir

  3. Oi Nina. Amo os seus artigos, leio desde a época do Dois Neurônio. Também sou jornalista, mas hoje trabalho com “user experience”, profissão com nome metido a besta, que eu amo demais. Tive que aprender a trabalhar nas startup’s com gente 10 anos mais jovem do que eu ( e que sabe tanto quanto eu), numa organização muito horizontal. Reconheço que as vezes é estranho, mas também dinâmico, aprendo muito e quebrei muitos dos meus preconceitos.

    Não acredito que as start ups estão acabando com o jornalismo tradicional, acho que as pessoas hoje querem ser protagonistas. A nova geração não quer que alguém traduza o mundo para eles, eles querem descobrir sozinhos e contar sua própria experiência. É claro que não há nada de revolucionário em jogar playstation no trabalho, não sou do tipo que acha que as start ups vão mudar o mundo, mas elas também não vai acabar com o mundo, como você escreveu…

    Curtido por 1 pessoa

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s