Agora que a gente se fodeu…

fodeu

 

Agora que a gente se fodeu, a gente podia também parar de se achar. Bora todo mundo pro espelho. Quem nós somos? Uns manés. Uns ferrados. Uns ridículos. Não somos lindos, não somos modernos, não somos a vanguarda do proletariado. E não, não estamos construindo uma nova narrativa. Também não temos motivos para sentir #gratidão e postar fotos nessa competição eterna de quem tem mais #sorte.

Agora que a gente se fodeu, a gente podia também parar de competir. Não, a sua vida não está boa. Não, você não vai se livrar do naufrágio. Então, pelo amor de deus, vamos parar de brincar de competição de quem tem mais viagens marcadas, conhece mais gente importante (você não percebeu até agora que ninguém é importante???).E vamos, pelo amor dos céus, parar de brincar da nova modalidade do jogo da competição, a “Todos estão ferrados, menos eu.” Funciona assim:

“To desempregada.”

“Eu não, eu não. Eu acabo de pegar dez jobs.” Eu, eu, eu. Eu, moleque de 12 anos de idade que insiste em acreditar que nunca vai morrer e diz: comigo não, comigo não. Não, não e não. O playboy bate pezinho.

Agora que a gente se fodeu, a gente podia “celebrar a aberração de toda a nossa falta de bom senso” Podíamos “celebrar o horror de tudo isso com festa, velório e caixão.”

Agora que a gente se fodeu, a gente podia pelo menos se foder junto. Mas não.

 

Anúncios

1 comentário

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s