ATENÇÃO: Quando vamos finalmente nos achar merecedoras???

merecedoras

Eu não lembro onde li. Mas sei que era em um texto ótimo de uma feminista negra. A frase grudou na cabeça; “a mulher negra não se acha merecedora”. E comecei a pensar imediatamente que eu, mulher branca, também não me acho merecedora nessa vida.

Nem a maioria das minhas amigas, brancas ou negras.

Em geral, se conseguimos um bom trabalho, foi tipo “um milagre”. O mesmo para quando enfim achamos um bom namorado que nos trata bem “o que ele viu em mim?”. E, claro, não sabemos negociar!

Presta atenção. Se fazemos uma negociação de trabalho ok, ainda saímos dizendo que o chefe “foi legal”. Não, ele pagou pelo seu trabalho. Pagar direito é obrigação. Ser legal é outra coisa.

E os homens loiros?

Uma amiga se empolga com o assunto: “alguns homens, bem, eles fazem qualquer coisa de merda, são bem medíocres e já acham que merecem tudo.” “Senão, pronto, vão falar que o mundo os está sacaneando e o mundo todo vai ter pena.” Verdade. A mãe dele vai dizer; “e o coitado se mata de trabalhar. Igual a ele, não tem.”

Quantas vezes você, menina, já ouviu que igual a você não tem?

Quantas vezes falaram que era uma sacanagem o que tinham feito com você? Assim, de pronto, sem que não duvidassem de uma linha (minha família escolhida acredita, espero que você também tenha a sua).

Quantos amigos homens medíocres não se acham os bacanões e fecham negócios de altas granas com uma auto-estima que, meu, da onde será que aquilo vem?

Arrisco; do toddinho da infância que foi turbinado com os privilégios e o olhar generoso.

E imagina além de ser homem hétero, paulistano, branco e de família rica no Brasil ainda ser um pouco inteligente? Se não for muito neurótico ou sensível, o cara está feito.

Ele se acha.

Enquanto nós continuamos falando para as amigas que nos sentimos uma farsa e que parece que estamos enganando o mundo.

Que a gente aprenda de uma vez por todas que a gente merece. E não é só um batom da MAC, que a gente compra depois de um dia exaustivo no trabalho (14 h, sem regristo) como recompensa.

Que a gente consiga ser igual ao meu amigo branco, loiro, rico e meio inteligente, e saiba que merece de verdade. Sabe por que? Porque a gente merece mesmo.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s