Nesse Dia das Mulheres, aciono minha metralhadora cheia de mágoas

metralhadora

Nesse dia 8 de março, pego emprestada a metralhadora cheia de mágoas do cazuza. Aquela que ele canta em “O tempo não para”. “Disparo contra o sol, sou forte, sou por acaso, minha metralhadora cheia de mágoas”.

Andei com essa música na cabeça nessa época em que se fala tanto em gratidão e em que ter magoa e raiva parece ser errado e feio.

No Dia Internacional da Mulher, quero dispará-la metaforicamente. Podem me chamar de mulher amarga, porque isso, inclusive, é uma das coisas que me faz disparar a metralhadora, já que a gente não pode nem ter raiva em paz sem ser chamada de “mal resolvida”, “mal comida” etc etc etc.

Minha metralhadora cheia de mágoas contra o fato da primeira presidenta mulher eleita do Brasil ter tomado um golpe de homens brancos machistas. E isso não tem a ver com partido ou em gostar ou não da Dilma. A primeira presidenta mulher do Brasil foi golpeada, repito. “Burra, retardada, não sabe governar. Quem ela pensa que é?” Quem pensamos que somos quando damos as caras e tomamos o comando?

Uso minha metralhadora cheia de mágoas por todos os casos de agressão no Carnaval. E por todos aquelas que já passamos. Quem nunca teve que fugir de um grupo de playboys no Carnaval? Todas nós. E sinto ainda mais mágoa quando lembro que isso é considerado normal. “Faz parte da diversão”, , eles dizem. Não, não faz. Não é engraçado ficar no meio de um grupo de meninos e ter que fugir porque eles querem porque querem te beijar. O nome disso é abuso.

Minha metralhadora cheia de mágoas contra os caras que cresceram e ainda acham que são reis.

Aqueles meio burros, mas que se sentem no direito de aconselhar deus e o mundo e ganham muito mais dinheiro que a gente com idéias muito piores porque têm a auto estima inabalavel do homem brasileiro médio e aprenderam a nadar na piscina dos privilégios desde bebês.

Minha metralhadora mira agora em todos os meus amigos que já me falaram coisas absurdas sobre mulheres (e sobre mim, naturalmente), chamando mulheres de feias, gostosas, dizendo que “mulher feia faz sexo bom porque se esforça mais” (eu já ouvi isso e era de um cara “moderno”). Na época eu nem falei nada, porque por mais que eu já me considerasse feminista, bem, era brincadeira. E por mais que doesse ouvir aquilo, ele era meu amigo, confiava em mim como “num cara”, por isso eu aceitava. Minha metralhadora contra o fato de que se a gente é inteligente e amiga pode virar de repente um cara, sendo que não estamos por aí querendo que nossos amigos homens virem mulheres. Os amamos. E os aceitamos como homens bacanas (eles existem e a minha metralhadora não os mira hoje).

Tenho mágoa porque ganhamos menos que os homens e quando vamos negociar achamos que não merecemos porque assim fomos criadas, pegando as bordas.

Mágoa porque homem velho pode ter espaço na televisão e no cinema mais do que mulher, que olha só, tá passada! E precisamos de mulher bonita para vender. Mágoa porque somos consideradas nada quando envelhecemos e os caras continuam aí, aproveitando a vida.

A lista das minhas mágoas continua. E é enorme. Mas eu juro que eu sou cheia de amor no coração.

 

Anúncios

2 comentários

  1. Nina, muito amor no coração em ler o teu texto. São muitas batalhas, algumas contra o mundo, outras contra algumas pessoas, outras dentro de nós mesmas, mas as mulheres hão de chegar lá. Hoje vejo muito mais discussão sobre este tema, e começamos a acordar para o fato de que temos que nos apoiar. Quando um eurodeputado diz, na semana do dia da mulher, que TEMOS que ganhar menos porque somos menos capacitadas, é um soco no estômago que temos de revidar… como? Lotando as universidades e centros de pesquisa, incutindo na cabeças das nossas filhas e sobrinhas que elas têm valor sim, e principalmente apoiando as outras mulheres!

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s