Algumas Coisas sobre corpo que o verão de Berlim tem me ensinado

 

summerCoisas que nunca fui: maníaca de academia, obcecada por depilação, louca do tratamento de beleza. Sempre fui moderadamente vaidosa. Mas claro, ir para a praia sem depilar a virilha?? Não!!!! Colocar chinelo sem ir na pedicure?? Não!!!! Bem, isso no passado.

A pessoa que sou na vida atual foi pega pelo verão em uma situação corporal calamitosa. Depois de sete meses sem poder colocar a perna de fora, eu estava (estou): não depilada,  sem manicure ou pedicure descente desde janeiro (quando estive no brasil). Para alguns: o verão encontrou uma baranga. Para mim, ele deu de cara com uma mulher normal.

E isso tudo porque eu moro em Berlim.

No verão por aqui, as pessoas tomam sol peladas DE BOA MESMO. Leia mais aqui. As mulheres dispensam a parte de cima do biquini e pouco se vê silicone. Ou nunca. Ironicamente, os lugares onde talvez até existam pessoas com silicone devem ser as piscinas descoladas onde não se fica pelado. Onde se vê, se é visto e rola muita selfie.

Fora do eixo blogueira-turista, eu garanto. As moças e os caras não tiram a roupa para se exibir Não.  E ninguém vai ter olhar. Um momento para um aviso. Atenção, homens do Brasil, a gente não coloca short super curto e barriga de fora por causa de vocês, não! Parem com esse narcisismo louco. A gente se veste, adivinhem, para a gente! E falo das meninas do Leblon, de São Paulo, Ceará, de Berlim. 

Mas faz diferença passar o verão em um lugar onde tudo é mais relaxado, quase hippie? Sim, claro.

Essa semana fez sol e um calor danado. Uns 35 graus. Coloquei um biquini e saí correndo de bike para a minha praia, uma parte do Rio Spree (o Senna de Berlim) onde dá para nadar e alguns berlinenses improvisam uma praia. Tudo o que eu tinha feito de “preparação para o verão” foi raspar a perna (com gilete mesmo) alguns dias antes para colocar shorts. Cheguei na praia, vários pelados.  Eu coloquei minha toalha, me joguei no sol, nadei no rio. Eu estava de biquini porque é mais confortável, meu hábito. Os pelados a minha volta não me incomodavam em nada, óbvio. Mas alguma coisa era diferente. Eu não estava nem um pouco encanada de andar para cima e para baixo com um biquini meio velho, sem a virilha depilada. Eu não estava tentando tapar pelos. Eu estava totalmente relaxada.

Se isso é pouco? Até é. Mas se faz diferença na vida? Sim, faz! Quem se preparava para o verão era a sua avó!

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s